o que visitar na colombia

 Em PT, viagens

De todos os posts sobre a viagem à América do Sul, tenho a certeza que este será o mais comprido. Foi também o país onde passámos mais tempo, e querem saber porquê?

Porque adorámos visitar a colombia, porque foi certamente a maior supressa e não nos apetecia vir embora.

O que têm de saber: a colombia é um país seguro, lindo, com uma variedade enorme de paisagem e gastronómica, e com as pessoas mais prestáveis que encontrámos nestes seis meses.

Ao inicio estava desconfiada, a achar que toda a amabilidade se devia a “quererem enganar” o turista. Muitas vezes levei uma chapada de luva branca, as pessoas estavam tão somente a ser simpáticas e eu desconfiei. Triste mas é verdade.

Obrigada pela primeira lição, colombia!

Vamos então por partes

CARTAGENA

viajar colombia

Comecemos por Cartegena. Voámos directamente da Cidade do Panamá para Cartagena. Podem saber mais sobre a viagem ao Panamá aqui.

Em Cartagena parámos no tempo. Aterrámos numa cidade colonial linda, turística sim, mas que vale a pena a visita. É uma cidade mágica, só apetece estar na rua a passear e admirar toda a arquitectura colonial da cidade. Quanto mais se vê mais se apaixonado fica.

Ficámos 6 dias em Cartagena, e um dos dias o David fez o seu baptismo de mergulho (foi presente de aniversário) nesta empresa. https://www.divingplanet.org/en. O David adorou.

De Cartagena rumámos para as praias de Tayrora.

TAYRONA

visitar na colombia

A nossa estadia de três dias em Tayrona foi muito intensa. Longos mergulhos e passeios pela floresta, regressos a casa à chuva, privar com caimões, e tomar banho com macacos foram algumas das coisas que fizemos durante a nossa estadia aqui.

Tayrona é uma reserva que junta o melhor dos dois mundos: praia e floresta. Podem visitar o parque num só dia, mas se tiverem tempo, fiquem mais tempo para aproveitar com calma tudo aquilo que a natureza nos dá.
Podem acampar, foi o que fizemos, ou dormir nos resorts (bem mais caro, claro!)

http://www.parquesnacionales.gov.co/portal/es/ecoturismo/region-caribe/parque-nacional-natural-tayrona/

SANTA MARTA

Santa Marta foi mesmo um local de passagem para apanharmos o autocarro de Cartagena até Tayrona, aproveitámos para deixar as mochilas no hostel, para não irmos para a reserva pesados.

Em Santa Marta não vimos nada de extraordinário que valha a pena recordar mas é uma boa cidade para parar entre viagens de autocarro.

MINCA

Uma vila pequena no meio de montanhas. Apaixonámos pela vista que tínhamos da varanda do nosso hotel. Pequena e ligeiramente turística mas com percursos pelas montanhas que não quisemos perder. As manhãs são de sol e as tardes são de chuva. Foi inevitável a molha gigante que apanhámos aqui, e 100% worthy.

Para quem gosta de passeios pela montanha, uma paragem obrigatória.

visitar na colombia

Em Minca também fizemos uma tour a uma quinta onde aprendemos tudo sobre cacau desde a plantação ao consumo final. Foto em cima árvore do cacau.  Em baixo máscara de cacau.

visitar na colombia

MONPOX

visitar na colombia

De Santa Marta seguimos por acaso para Monpox. O David tinha feito umas pesquisas, pareceu-lhe giro e decidimos ir espreitar à última hora.

Monpox foi sem dúvida a maior surpresa da Colombia, e eu passei o tempo todo a agradecer o David por nos ter trazido até aqui.

Monpox é uma pequena vila no nordeste que ficou parada no tempo. Dizem que foi em Monpox que Gabriel García Marquez se inspirou para escrever “cem anos de solidão”. Assim que cheguei a Monpox foi isso que pensei, depois li sobre o assunto e pensei: bingo.

visitar na colombia

Por ser tão pequena vê se bem num dia, mas vale a pena ficar mais tempo, só para absorver toda a energia deste sítio tão mágico, já para não falar nas iguanas gigantes que estão em todo o lado a passear.

visitar na colombia

Para além de caminharmos muito a pé, fizemos também um passeio de barco pelo rio Magdalena (o maior rio da Colombia). O percurso de barco leva-nos a um canal cheio de garças, um cenário de sonho, daqueles que não se vê muitas vezes.

Saímos de Monpox meio embriagados com aquela energia e seguimos até a famosa Medellin.

MEDELLÍN

visitar na colombia

Estávamos ambos com expetactivas altas, tínhamos visto muita coisa no Narcos, sabíamos que a realidade era diferente, mas aquelas montanhas diziam-nos que íamos encontrar uma cidade bonita.

Não nos desiludimos, antes pelo contrário, foi ainda melhor do que imaginámos. Uma cidade entre montanhas gigantes, segura (isto é relativo em qualquer lado do mundo. Há que ter as precauções básicas), moderna e jovem, com museus com uma qualidade incrível, dos melhores que já fui.

Foi também aqui que vi pela primeira vez uma exposição do Botero, um dos meus artistas preferidos, e que tem uma praça baptizada com o seu nome, com esculturas lindas, e uma exposição gigante no Museu de Antioquia, mesmo em frente à praça.

De Medellin só lamentámos não ter ficado mais tempo. Tínhamos marcado um retiro de yoga e de meditação em Sogamoso e não podíamos mesmo ficar mais tempo.

SOGAMOSO

Rapidamente percebemos que o retiro em Sogamoso não era a nossa praia, muito esotérico e com yoga demasiado dinâmico. Uma vez que já tínhamos reservado as noites no hotel, aproveitámos para explorar as redondezas. Sogamoso não têm muito para visitar. Não vale a pena ir lá sem um propósito.

PAIPA

Paipa fica a uns 40 minutos de carro de Sogamoso, fomos até lá com um único propósito: desfrutar das termas. Que dia de sonho, termas naturais, jacuzzis, saunas, banhos turcos, tudo e mais alguma coisa, vale tudo para relaxar os músculos das costas, que têm sofrido bastante com tanta variedade de colchões e almofadas que temos usado.

MONGUI

visitar na colombia

Se Monpox foi a maior surpresa, Mongui foi o sitio preferido na colombia. Uma vila no meio das montanhas, super arranjadinha, a parecer uma vila de brincar. Demasiado bonito para ser real? Nop, Mongui é bem real. Uma vila linda, pessoas prestáveis e com um percurso até à montanha de cortar a respiração. (isto pode ser literal se não estiverem bem aclimatizados).

visitar na colombia

O dia em que caminhámos até ao Paramo* de Ocetá foi um dia muito emocionante. Caminhei até aos 4000m sem dificuldade, ao contrário do que aconteceu no Nepal, por isso foi o desbloquear de um medo que me acompanhava há uns anos, num cenário que jamais tinha visto.

Podem saber mais sobre a viagem ao Nepal, aqui.

*paramo: um planalto de altitude numa zona de recolha de água, sem árvores, característico dos Andes.

A cereja no topo do bolo foi assistir às festas de Mongui que decorreram enquanto lá estávamos gente de todo o lado, trajes tradicionais e concertos ao frio, foram dias muito mágicos.

BOGOTÁ

visitar na colombia

De Monguí fomos até a capital, uma cidade super moderna.

Na América do Sul o contraste entre cidade grande e restante país é enorme, as mulheres usam cabelo mais curto, as roupas são diferentes, a forma de estar, de andar, a oferta de espaços e oferta cultural, tudo. Diria que é um contraste demasiado grande, parecem que são países diferentes, mas isso é transversal a todos os países que temos visitado na América do Sul.

Bogotá tem uma particularidade que lhe dá um grande encanto: grafitis. E ainda mais bonitos na zona “hipster”, onde ficámos: Candelaria.

Nas capitais aproveitamos sempre para tirar a barriga de misérias (entenda-se de feijão e arroz). Por ser mais seguro, optámos por explorar os restaurantes vegetarianos na zona do hotel, e o grande vencedor, que visitámos demasiadas vezes foi o Nativa, com uma mercearia também, daquelas onde queremos comprar tudo.

Para saber mais sobre a história da cidade, fizemos uma “walking tour”, é uma forma económica e ecológica de aprender mais sobre a cidade.

Em Bogotá fomos brindados como museu Botero, adivinhem: eu adorei e passei eternidades por lá. Visitámos também o Museu do Ouro (o preferido do David) e o Museu da Esmeralda.

visitar na colombia

 

Se forem a Bogotá é obrigatório a visita a Monserrate, uma montanha que fica mesmo em frente ao centro da cidade, a 3152m de altitude.

Recomendamos a visita ao pôr-do-sol. Há lá programa mais romântico? Podem ir até lá a pé, de funicular ou teleférico. Nós fomos de teleférico.

A vista daqui para a cidade é linda!!! (na foto em cima). Vão com tempo para desfrutar da paisagem com calma.

TATACOA

visitar na colombia

Apesar de termos vivido 4 anos no deserto de Abu Dhabi, não resistimos em visitar o deserto de Tatacoa, e boy, se vale a pena. Um deserto que dá 15 a 0 ao deserto dos Emirados. É muito diferente, e se calhar não devia estar a comparar, mas o deserto de Tatacoa é mágico, com seus cactos enormes e luz linda de final de tarde.

Nós demos literalmente lá um saltinho, tivemos menos de 24 horas e deu para ver tudo. Passeio ao final da tarde, tour pelo deserto na manhã seguinte e está feito!

SAN AUGUSTIN

VISITAR NA COLOMBIA

Uma vila linda, ideal para quem adora arqueologia, com um património histórico incrível.

Visitámos tudo o que esta vila tem para oferecer, muitas muitas esculturas monolíticas dos séculos I e VIII. d.C, e só para variar um bocadinho, também fomos a um italiano delicioso, o Pepe Nero.

San Augustin foi a última paragem na Colombia. Tínhamos previsto ficar 3 semanas em cada país e na Colombia acabámos por ficar CINCO semanas, tal foi o amor que sentimos. Tivemos vontade de ficar mais, ponderámos bastante, mas tínhamos o Equador à nossa espera, que também sabíamos que ia ser mágico.

Tem-me sido muito difícil passar todas as experiências para o papel, mas só posso terminar este post por vos dizer que a Colombia é mesmo um país que vale a pena visitar. Absolutamente incrível.

ONDE FICÁMOS

  • Cartagena: hotel el centenario
  • Tayrona: Parque de Campismo
  • Santa Marta: mango bed and breakfast
  • Minca: hotel brisas de minca
  • Monpox: hostel la casa del viajero
  • Medellin: la presidenta
  • Sogamoso: hostal casa arrayanes
  • Mongui: plaza hotel ( super recomendo)
  • Bogotá: explora hostels
  • Tatacoa: hotel noches de saturno
  • San Augustin: posa campesina
  • Pasto: hotel San Minguel confort (só ficámos em Pasto para dormir antes de passar a fronteira)

datas 19 de setembro a 26 de outubro de 2017
Quanto gastámos no total nestas datas 1945 euros

  • supermercado: 167 euros
  • atracções: 179 euros
  • restaurantes: 469 euros
  • transportes: 364 euros
  • dormidas: 688 euros
  • extras: 78 euros

Gostaram do post? Ficaram com vontade de visitar a Colombia? Partilhem nos comentários

claudiasignature

Posts Recentes
Mostrar 2 comentários
  • Pedro Cardoso
    Responder

    Boa noite,

    gostei muito do post e deu-me ainda mais vontade de conhecer a Colombia.
    Na próxima semana irei comecar uma viagem de 3 semanas pelo País. Pergunta: voces viajaram sempre de autocarro?
    Alguma dica em relacao aos transportes?
    Obrigado e continuacao de boas viagens!

    • Cláudia
      Responder

      Olá Pedro, viajámos sempre de autocarro e a companhia que nos pareceram mais seguras foram a Bolivariana e a Copetrans, foram as que escolhemos sempre.

      Também andámos em coletivos (pequenas carrinhas), e isso é mesmo confiar.

      Os colombianos são muito prestáveis quando pedes informações.

      Espero que te divirtas e que te apaixones pelo país tanto quanto nós.

      Desejo-te uma viagem segura e um excelente 2018

Deixar um Comentário

0