por onde começar numa alimentação natural

 Em Podcast

Este é um episódio dedicado a todas as pessoas que não gostam do conceito de alimentação natural. É um episódio para aqueles que acreditam que as saladas não enchem ou que só jantar uma sopa vos vai deixar com fome.

É um episódio dedicado a todos aqueles que se sentem perdidos porque não gostam de vegetais e sentem uma pressão enorme do mundo exterior.

Estamos cada vez mais preocupados com o que comemos e isso é maravilhoso, mas acredito que quem ainda não adoptou uma alimentação natural se sinta muito culpado.

Por isso trago-vos dez dicas simples e rápidas, que podem aplicar a partir de hoje para que incorporem de uma forma suave mais alimentos naturais no vosso dia a dia. Este é um episódio para partilharem com a vossa família, para que todos juntos possam fazer estas pequenas mudanças, de uma forma que seja suave para todos.

Envia-me amor! Partilha o episódio com amigos e família e deixa a tua review no iTunes.

 

LINKS MENCIONADOS NO EPISÓDIO

# https://www.madebychoices.pt
# https://www.instagram.com/martilicious_food
# https://dicasdaoksi.pt
# http://www.alhofrances.pt
# https://pleaseconsider.com

Se estás agora a começar, ou se já tens alguma experiência, que outro tipo de dicas gostarias de nos deixar?

 

Posts Recentes
Mostrar 2 comentários
  • Inês AF
    Responder

    Olá Claúdia, encontrei-te por acaso nas redes sociais e fui atraída pelo teu trabalho que é verdadeiramente puro e de ajuda humana. Sinto nele uma abertura total, sem preconceitos ou informação semi-revelada, de tudo o que é importante transmitir para ajudar a melhorar o nosso mundo.
    Senti várias vezes que és uma irmã (de alma e sangue) da humanidade, que dás tudo o que tens e sabes para ajudar. Parabéns verdadeiros!
    O mais fantástico é que uma das questões que me tenho debatido é como lidar como o espírito de competição e tu, promoves com amor e sabedoria, quem poderia ser teu concorrente… uma nova forma no mundo de encarar a competitividade com parceria e união, como se fosse só uma empresa.
    Vou estar sempre aqui enquanto estiveres aí, porque és a minha maior companheira de todas as tarefas que faço, e a mudança tem sido tão intensa que estarei grata para todo o sempre.
    Um abraço enorme. Inês

Deixar um Comentário

0