episódio 12 do officina // 5 histórias de amor e desamor com a comida

 Em Podcast, PT

Neste segundo episódio onde falamos sobre mindful eating, amor e desamor com a comida, alimentação consciente, com todos o sentidos, falamos também de histórias. Somos todos feitos de histórias, as nossas histórias mudam, evoluem, e a nossa história com a comida também.

As 5 histórias que partilhamos neste episódio, (incluindo a minha), são histórias de reais, de mudanças, de amor e desamor. São histórias que através da sua história querem inspirar mais histórias, com finais felizes.

Espero que se sintam inspirados com esta história, e que reescrevam a vossa narrativa, para uma ainda mais bonita, mais saudável e plena.

LINKS MENCIONADOS NESTE EPISÓDIO

# https://www.officinalis.pt/pt/ep10
# https://www.officinalis.pt/pt/gosto-me
# https://www.nomadismodigital.pt
# http://receitastolerantes.blogs.sapo.pt
# https://www.officinalis.pt/pt/palawan-viagem-que-mudou-minha-vida-take-1
# https://www.officinalis.pt/pt/tudo-sobre-a-dieta-baixa-em-fodmap
# https://www.officinalis.pt/pt/a-minha-experiencia-na-dieta-baixa-em-fodmap-fase-2-2
# https://ppl.com.pt/prj/naz
# https://www.instagram.com/naz.fashion

Gostaram deste episódio? Que história gostaram mais e vos fez mais sentido? Partilhem nos comentários

claudiasignature

Posts Recentes
Mostrar 2 comentários
  • Joana Bento
    Responder

    Tinha que comentar este episódio porque de fato tenho pensado muito na minha relação com a comida. E também já pedi ao meu namorado para não falar de forma depreciativa da comida ‘má’. É que não ajuda nada dizer em voz alta que determinada gordice que vou comer tem 500cal!! Não interessa nada! Se o meu corpo pedir, vou comer.. e até só posso comer um bocadinho, e satisfazer-me. De forma consciente, sem culpas, sem pressão, a mastigar lentamente e com amor à mesma. 🙂
    Adoro o teu podcast, tenho aprendido imenso.

    • Cláudia
      Responder

      Olá Joana, não é nada fácil, nem para nós, nem para eles. São padrões muito antigos que temos, uma linguagem viciada também. Mas é mesmo isso. Com insistência e muito amor chegamos lá. Um beijinho e obrigada pela tua partilha

Deixar um Comentário

0