a minha experiência na dieta baixa em fodmap: fase 2

 Em nutrição, vida holística

Já se passaram meses desde que aqui falei da minha experiência na dieta baixa em FODMAP, mas entretanto esqueci-me completamente de vir contar como foi a minha experiência na re-introdução de alimentos, shame on me!

Como sabem, sofro de síndroma de colon irritável, e já há muito tempo que queria experimentar esta dieta. Depois de reunir todas as condições necessárias, é uma dieta bastante restritiva, lá iniciei o processo. A primeira fase durou um mês, e é chamada de fase de eliminação, porque basicamente elimina todos os alimentos potencialmente perigosos. Passada a primeira fase, a segunda consiste na reintrodução de alimentos.

A minha primeira tentativa de reintroduzir alimentos correu bastante mal. Foi atabalhoada, optei por comer todos os alimentos que sentia mais falta, abacate, cogumelos, maçã, etc. e por isso os sintomas voltaram muito rapidamente, inchaço, gases, desconforto muscular, e claro, uma grande frustração, e como tal, decidi começar de novo.

Retomei a fase 1- eliminação, durante duas semanas, e claro, novamente não foi nada divertido, mas valeu a pena, faz mesmo uma grande diferença quando como os alimentos certos.

Depois voltei à fase 2, como uma reintrodução cuidada, calculada. Comecei pelos fruta, que é onde suspeitava que teria menos problemas. Comi alguma fruta, registei os sintomas, fiz uma paragem de 2 dias para recuperar e depois passei para o grupo seguinte.

A conclusão a que cheguei, foi a de que se tiver com uma digestão saudável, o que confesso, não acontece com muita frequência, tenho muito mais energia e forças para comer certos alimentos. Por exemplo, tenho alguma resistência aos com cogumelos e leguminosas, mas se tiver uns dias sem comer, e depois introduzir um destes alimento numa refeição, corre tudo bem.

Ainda assim, e tenho mesmo alguma vergonha até em dizer isto, ainda existem alguns dias em que vou dormir super mal disposta e inchada (tipo grávida de 6 meses), esses dias significam que houve um descontrolo brutal na minha alimentação. Um dia típico para a desgraça, seria por exemplo, abacate no pão ao pequeno-almoço, caril de grão ao almoço e sopa de cogumelos ao jantar, com um copo de vinho (o álcool deixa-me completamente desarmada), por isso o truque é mesmo aprender a brincar com os alimentos, e evitar ao máximo grandes aventuras e mistuas exóticas,  beber alcool para mim é um evento, só o faço mesmo em momentos especiais, e sempre sem grandes misturas.

Não é fácil, é todo um processo, já tenho muita noção do que me afecta, mas é uma investigação que demora muito tempo, mas uma vez que tenho de viver com isto para sempre, espero que o tempo seja uma coisa que não me falta. E este é o maior conselho que vos dou, quanto mais rápido começarem a ouvir o vosso corpo melhor.

Se tiver alguma dúvida é só perguntar.

Posts Recentes
Mostrar 4 comentários
  • Isabel Aires
    Responder

    Olá Cláudia! Duas perguntas…recomendas alguém para acompanhamento (profissional) durante uma “dieta” lowfoodmap? Fizeste algum tipo de exame para perceber se tinhas efetivamente síndroma de colon irritável? Muito Obrigada

    • Cláudia
      Responder

      Olá Isabel.

      Sim, fiz vários exames, sangue, urina, fezes, bactérias, e fiz também durante umas semanas a dieta de exclusão. Fui a 3 médicos diferentes para confirmar mesmo se era IBS. Eu posso ajudar-te com a dieta FODMAP, para além da experiência pessoal, também já acompanhei algumas pessoas nos meus programas com esta dieta. Qq questão que tenhas é só perguntar. Um beijinho

  • Inês
    Responder

    Olá Cláudia. No seguimento do ep do Oficina vim ler estes posts, por curiosidade, e porque várias bloggers falam em fodmap, e eu nunca percebi bem o que era. Uma pergunta rápida… reparei que o feijão e lentilhas por exemplo aparecem tanto nos alimentos elevados, como nos baixos em fodmap. Qual a diferença?
    Um beijinho

    • Cláudia
      Responder

      Olá Inês é a forma como são cozinhados. Devem ser cozinhados na panela de pressão para que lectinas sejam destruídas.Beijinhos

0